domingo, 23 de maio de 2010

VIRADA CULTURAL (São Paulo)

A Rinoceronte fugiu de Goiânia antes de finalizar o disco para participar da Virada Cultural de 2010 na capital paulista no dia 16 de maio. Junto com mais (14?) bandas de todas as regiões do país integrou o 'casting' de artistas independentes que realizaram seu show no palco da ABRAFIN localizado na rua Casper Líbero. A rua contou com dois palcos independentes que ficaram opostos, um em cada ponta do largo, contando com milhares de pessoas transitando durante as 24 horas ininterruptas de atividades da Virada. O Rinoceronte subiu no tablado as 15:50, sendo a penúltima banda do palco, realizando seu show autoral com 40 minutos de duração. Teve a sorte grande de ter o som em perfeitas condições para a realização da apresentação. Isso tudo porque no primeiro dia da Virada muitas bandas foram prejudicadas por um problema técnico de alimentação de energia que 'cortava' o som dos PA's a todo instante, como a Camarones Orquestra Guitarrística e a Black Drawing Chalks, duas bandas parceiras que tiveram alguns contratempos. Vale salientar que problemas técnicos não foram exclusividade do palco da ABRAFIN (inclusive o show do Livin Colour, que era uma das maiores atrações do evento senão a maior, teve um som medíocre no começo de sua apresentação e que só foi ficar 'decente' lá no meio do show.

Um comentário:

Bleffe disse...

Participe da campanha "Música em troca de Fraldas", que visa ajudar às crianças desabrigadas pelas chuvas no RJ:

Música em troca de Fraldas